• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Palestra de especialista em Sistemas de Gerenciamento de Energia traz visão atualizada de tecnologias de EMS

Notícias

Palestra de especialista em Sistemas de Gerenciamento de Energia traz visão atualizada de tecnologias de EMS

21-11-2016


No dia 31 de outubro, o Cepel foi palco de importante palestra ministrada por Jay Giri, diretor de Tecnologia de Sistemas Elétricos e Iniciativas Estratégicas da GE Grid Software Solutions. “Managing Uncertainties of the Future Grid – Evolution of EMS Control Centers – PMU Synchrophasor Solutions: Keeping the Lights On! Yesterday, Today & Tomorrow!” foi patrocinada pelo Programa de Palestras Notáveis (Distinguished Lecture Program) da Sociedade de Potência e Energia do IEEE e contou com o apoio da Seção Rio do IEEE.

 

Giri iniciou sua apresentação, abordando a história e a evolução dos EMS (Energy Management Systems) a partir de sua gênese digital na década de 1970. Em seguida, versou sobre as principais funções de um EMS moderno e sobre os novos controles de processo e tendências tecnológicas emergentes.

 

O impacto do crescimento das microrredes, energias renováveis e geração distribuída nos EMS e a difusão das Unidades de Medição Fasorial Síncrona (PMUs) e de medições sincrofasoriais ao redor do mundo foram outros pontos destacados pelo especialista, que discorreu, ainda, sobre os sistemas Wide Area Monitoring (WAMS) e Wide Area Control (WAMPAC).

 

Para o professor Djalma Falcão, da Coppe/UFRJ, a palestra de Giri brindou os presentes com uma visão atualizada das tecnologias de EMS, baseada em sua grande experiência no tópico. “Dr. Jay Giri é um pioneiro no desenvolvimento de Sistemas de Gerenciamento de Energia no mundo. Foi um dos cofundadores da ESCA, empresa que teve um papel significativo no desenvolvimento de tecnologia para supervisão e controle em tempo real de sistemas de potência nas décadas de 1970 e 1980”, ressalta Falcão, acrescentando que a ESCA foi comprada pela ALSTOM, onde Giri participou do projeto e desenvolvimento de EMSs para inúmeras empresas de energia elétrica dos EUA e outros países.

 

 

Na avaliação do professor José Luiz Pereira, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a palestra aconteceu em um momento bem oportuno, tanto para os engenheiros do setor elétrico presentes, quanto para os pesquisadores dos centros de pesquisa e universidades, à medida que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) está instalando PMUs na rede básica.

 

A opinião é corroborada pelo engenheiro Héctor Volskis, da Diretoria de Operação do ONS: “A temática atual e a natureza didática da apresentação foram de extrema valia para a equipe do ONS que participou do evento”. Ele explica por quê: “Dr. Giri descreveu como a tecnologia está sofrendo mudanças em face da crescente introdução de fontes alternativas de natureza pouco determinística, alertando para a necessidade de se observarem os fenômenos transitórios e, com isso, aprimorar esquemas especiais e procedimentos que permitam uma exploração maior dos limites de transmissão de forma segura. Mencionou ainda a importância da medição fasorial e aplicativos baseados nessa tecnologia para apoio aos futuros sistemas de supervisão e controle em tempo real”, finaliza.

 

O pesquisador do Cepel Luiz Corrêa Lima, membro da equipe responsável pelo desenvolvimento do Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia (SAGE), comenta sobre a importância da palestra para o trabalho que desenvolvem. “A equipe do SAGE trabalha em projetos de interesse das concessionárias do Brasil - notadamente as empresas Eletrobras, além do ONS - no desenvolvimento de funções avançadas para aumentar a percepção online do operador sobre problemas potenciais com probabilidade de ocorrer no futuro. A palestra contribuiu para fertilizar ideias em concepção para os projetos sobre implementação destes aplicativos, tanto na versão padrão do SAGE quanto em sua implementação no REGER (Rede de Gerenciamento de Energia), sistema instalado nos quatro Centros de Operação do ONS, e responsável pela supervisão e controle em tempo real de todo o SIN [Sistema Interligado Nacional].”

 

Corrêa exemplifica: “Dr. Giri apresentou diversas aplicações avançadas baseadas no uso de medições fasoriais sincronizadas que podem trazer uma contribuição significativa para a segurança de operação em tempo real, destacando a aplicação de Monitoração de Oscilações, que permite aumentar a capacidade de análise e visualização de fenômenos de estabilidade na rede”.

 

Segundo o pesquisador, esta aplicação identifica modos de oscilação em grandezas elétricas, podendo ainda determinar quais componentes da rede - tais como regiões, usinas ou corredores de transmissão - estão contribuindo para o fenômeno. “Esta identificação permite guiar o operador de maneira mais rápida para a solução do problema, evitando, de forma antecipada, situações indesejáveis na rede elétrica”, conclui.

 

Participaram da palestra, realizada no auditório Leslie Afrânio Terry do Cepel, aproximadamente 60 técnicos, que bastante motivados promoveram interessante debate após a apresentação de Giri.