• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Módulo sobre nova versão do ANAREDE abre Ciclo de Cursos 2017 do DRE

Notícias

Módulo sobre nova versão do ANAREDE abre Ciclo de Cursos 2017 do DRE

12-06-2017

A versão 10.2.1 do programa computacional ANAREDE (Análise de Redes Elétricas), em desenvolvimento, e suas novas funcionalidades foram apresentadas durante curso ministrado, em maio, pelos pesquisadores do Departamento de Redes Elétricas do Cepel Renan Fernandes e Paula La Gatta, na Unidade Fundão do Centro. O módulo abriu o Ciclo de Cursos 2017 do departamento.

 

Os pesquisadores destacam que foi a primeira vez que a nova opção de execução que permite a inicialização automática dos ângulos de barra – disponível desde a versão 10.1.3, de dezembro de 2016 - foi apresentada em um curso. “Esta ferramenta auxilia no processo de convergência do método de solução usado pelo programa e já está sendo utilizada como opção padrão nos casos de referência do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)”, explicam. Dentre as novas funcionalidades do programa, citam a regulação primária, que inclui o cálculo da frequência para problemas de desbalanço carga-geração.

 

A ementa do curso, com carga horária de 21 horas entre aulas teóricas e práticas, contempla os conceitos básicos do ANAREDE, como modelagem dos equipamentos, e métodos e controles para solução do fluxo de potência e análise de contingências. Os programas FormCepel e PlotCepel, que auxiliam no pós-processamento dos resultados do ANAREDE, foram utilizados durante as aulas.

 

Participaram do curso 37 profissionais do setor elétrico, incluindo empresas Eletrobras, Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e distribuidoras de diversos estados. A atividade também contou com a presença da professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Cristiane Lionço Zeferino, estudantes de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e estagiários do Cepel.

 

Um dos participantes, o engenheiro Fábio de Oliveira Máximo, do Centro de Operação do Sistema Regional Norte/Centro-Oeste do ONS, assinala que um dos grandes diferenciais do ANAREDE é ser um programa totalmente desenvolvido por uma equipe brasileira, e complementa: “O ANAREDE é essencial, sendo o programa mais utilizado para a realização de análise de redes. E não é à toa, pois possui uma interface amigável e totalmente em português, além de apresentar resultados coerentes”.

 

As inscrições para os demais módulos do Ciclo de Cursos 2017 do DRE podem ser realizadas através do site: www.dre.cepel.br/cursos/


Sobre o programa

 

O ANAREDE integra um conjunto de técnicas e métodos desenvolvidos para disponibilizar às empresas aplicações adequadas à realização de estudos de regime permanente nas áreas de operação e de planejamento de sistemas elétricos de potência.

 

De acordo com La Gatta e Fernandes, algumas das funções e metodologias utilizadas no ANAREDE foram especialmente adaptadas às características particulares do Sistema Elétrico Brasileiro (SEB) de modo a agilizar os estudos de fluxo de potência conduzidos pelos planejadores e operadores do SEB.

 

Os pesquisadores destacam que, além de sua importância para avaliação em regime permanente do Sistema Elétrico Brasileiro, o ANAREDE fornece o ponto de partida para outras análises realizadas com os demais programas computacionais do Departamento de Redes Elétricas do Cepel: análise de curto-circuito (programa ANAFAS); análise de transitórios eletromecânicos (programa ANATEM); análise de confiabilidade (programa NH2); análise de estabilidade a pequenas perturbações (programa PACDYN); solução do fluxo de potência ótimo (programa FLUPOT); análise de planejamento da transmissão (programa PLANTAC); e análise harmônica (programa HarmZs).