• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Integrantes do Programa Qualiequip discutem plano de metas em novembro

Notícias

Integrantes do Programa Qualiequip discutem plano de metas em novembro

17-11-2017

Os integrantes do Programa de Qualidade e Eficiência Energética de Transformadores de Distribuição em Líquido Isolante (Qualiequip) se reúnem no próximo dia 29 de novembro, na Unidade Fundão do Cepel, para discutir, dentre outros assuntos, o plano de metas do grupo, a apresentação do site do Projeto e realizar um debate com a empresa Aperam a fim de buscar soluções para o desenvolvimento de aço silício para aplicação na fabricação de transformadores de distribuição.

 

Implantado em 2005, o Projeto Qualiequip tem a proposta de estabelecer níveis máximos de perdas para instalação e comercialização de transformadores de distribuição no Brasil.

 

O último encontro do Programa foi realizado em setembro, na Unidade Fundão, e reuniu mais de 40 profissionais de todo o Brasil. Participam do grupo representantes do Cepel e de outras entidades, como a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Comitê Gestor de Indicadores de Eficiência Energética (CGIEE). Também integram empresas recondicionadoras e fabricantes de transformadores.

 

Encontrar material de qualidade é um dos principais desafios


Atualmente, uma das maiores dificuldades enfrentadas por parte dos fabricantes e integrantes da Qualiequip tem sido encontrar material de qualidade para fabricação dos transformadores de distribuição. Foi apontado na última reunião do grupo que as propriedades do aço silício nacional são muito inferiores às do material importado.

 

Com o objetivo de discutir esses problemas, a empresa Aperam, responsável por produzir aço-silício de Grão Orientado (GO) de qualidade no Brasil, participará da próxima reunião no Cepel. O convite foi feito por intermédio da pesquisadora Heloísa Furtado, do Departamento de Materiais, Eficiência Energética e Geração Complementar (DME) do Cepel, especialista em materiais.

 

O gerente do Programa Qualiequip e também coordenador do CT de transformadores, Carlos Sanguedo, pesquisador da Atividade de Certificação do Cepel, explica a dificuldade. “Para atingirmos a meta de redução das perdas nos transformadores de distribuição, precisamos ter disponível no mercado nacional o Aço Silício GO equivalente ao fornecido no mercado internacional e com preço competitivo”, aponta.

 

Objetivo do Programa

 

O principal objetivo do Programa Qualiequip, desenvolvido pelo Cepel a partir de convênio firmado com a Eletrobras e o Instituto Euvaldo Lodi/Confederação Nacional da Indústria (IEL/CNI), tem sido reduzir as perdas técnicas dos transformadores por meio de materiais de boa qualidade. O processo é demorado, porém constante. De 2005 para cá, o Programa tem apresentado progressos.

 

“Evoluímos bastante com o ingresso de 22 fabricantes e sete recondicionadores cadastrados e aptos a utilizar a Etiqueta Nacional de Eficiência Energética. Já foram publicadas duas portarias regulamentatórias, sendo uma compulsória, a do Ministério de Minas e Energia, e a do Inmetro sendo atualizada para se tornar compulsória. Também progredimos com a implementação de um plano de metas para mudança dos níveis de perdas dos transformadores”, diz Sanguedo.

 

Além do Inmetro, são parceiros do Cepel no desenvolvimento do programa: a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e fabricantes de transformadores de distribuição.