• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Documentação Técnica das metodologias e modelos de otimização energética do CEPEL

Notícias

Documentação Técnica das metodologias e modelos de otimização energética do CEPEL

01-07-2018

Nesta seção, você pode consultar e baixar Manuais, Relatórios Técnicos, Artigos e outras publicações relacionadas a diversos aspectos associados aos modelos de otimização energética desenvolvidos pelo CEPEL e utilizados pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) para Planejamento da Operação hidrotérmica e despacho do SIN, pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), para o estabelecimento do preço de energia no mercado de curto prazo, e pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para cálculo da garantia física, estabelecimento de leilões e elaboração do Planejamento da Expansão. Os modelos são ainda utilizados por mais de 150 empresas do setor elétrico.
 
Modelo NEWAVE
 

 
Relatórios Técnicos:
Data
Título
Dez/2017
27538/17
Jun / 2017
11138/17
Set/2016
20429/16
Jul-2016
3246/16
Mar/2014
37714/13
Nota técnica nº 64 (revisão 1) - Aprimoramentos no cálculo da energia de submotorização  no modelo NEWAVE (Outubro 2012);
Nota técnica nº 65 - Mecanismos Alternativos de Aversão a Risco - Superfície de Aversão a Risco (Maio 2013);
Nota técnica nº 66 - Mecanismos Alternativos de Aversão a Risco - Valor Condicionado a um Dado Risco (Maio 2013).
Dez/2010
46538/10
Nota técnica nº 42 (revisão 3) - Aplicação de Técnicas de Agregação na Geração de Cenários Hidrológicos para o Planejamento de Médio Prazo (Abril 2010);
Nota técnica nº 49 (revisão 1) - Incorporação da Variação Temporal da Taxa Equivalente de Indisponibilidade Forçada no NEWAVE (Agosto 2010);
Nota técnica nº 50 (revisão 2) - Incorporação da Variação Temporal do Custo Variável Unitário de Usinas Termoelétricas no NEWAVE (Agosto 2010);
Nota técnica nº 52 - Modelagem da função de perdas a fio d´água através de MARS (Multivariate Adaptative Regression Splines) (Agosto 2010);
Nota técnica nº 54 (revisão 2) - Aprimoramento no Cálculo da Energia de Submotorização no Modelo NEWAVE (Agosto 2010);
Nota Técnica nº 58 (revisão 1) - Aprimoramento do Modelo Equivalente de Energia para Representação de Subsistemas Hidrotérmicos Interligados com Vínculo Hidráulico (Agosto 2010);
Nota técnica nº 61 - Atribuição de Custo à Geração Hidráulica (Abril 2010);
Nota técnica nº 62 (revisão 1) – Cargas e Ofertas Adicionais (Agosto 2010);
Nota Técnica nº 63 (revisão 2) -  ariação do Canal de Fuga no Cálculo do Sistema Equivalente de Energia (Agosto 2010).
Dez/2010
47213/10
Out/2010
37884/10
Dez/2009
47530/09
Nota técnica nº 29 - Possibilidade de adoção de simulação forward inicial para determinação dos estados de armazenamento para a primeira recursão backward no processo iterativo do modelo NEWAVE (Abril 2007);
Nota técnica nº 30 - Simulação final utilizando uma única série sintética com comprimento de 10.000 anos (Março 2007);
Nota técnica nº 31 - Variação temporal da restrição de vazão mínima obrigatória e consideração de penalidades ao não atendimento dessa restrição (Março
2007);
Nota técnica nº 34 - refinamento da discretização de estados para a primeira recursão do processo iterativo de cálculo da função de custo futuro, com fixação de subconjunto de estados a serem visitados a cada recursão (Abril 2007);
Nota técnica nº 35 - Consideração de restrição de disponibilidade de combustível para conjuntos de classes térmicas, da possibilidade de utilização de mais de um combustível por classe térmica e da possibilidade de variação mensal do custo unitário das classes térmicas. (Abril 2007);
Nota técnica nº 36 - Avaliação do impacto do ajuste na parcela de meta de desvio de água controlável da derivada do corte de Benders na versão 12b do NEWAVE (Setembro 2007);
Nota técnica nº 39 - Alteração na indexação do vetor de configuração da parábola de geração hidráulica máxima - Revisão 1 (Setembro 2007);
Nota técnica nº 40a - Análise da nota técnica ONS - Metodologia para consideração do intervalo de confiança para as auto-correlações temporais para usono modelo PAR(p) (Janeiro 2009);
Nota Técnica nº 42 - Aplicação de técnicas de agregação na geração de cenários hidrológicos para o planejamento de médio prazo (Novembro 2008);
Nota técnica n° 43 - Representação da correlação cruzada na geração de cenários de afluências para o planejamento da operação energética de médio prazo (Setembro 2009);
Nota técnica nº 44 - Intercâmbio mínimo com variável de folga (Junho 2009);
Nota técnica nº 45 - Representação de restrições de intercâmbios com agrupamento livre - Atualização da Nota Técnica nº 21 (Março 2009);
Nota técnica nº 46 - equalização das penalidades de intercâmbio de energia entre os subsistemas (Março 2009);
Nota técnica nº 47 - Consideração de penalidades ao não atendimento da restrição de vazão mínima obrigatória (Junho 2009);
Nota técnica nº 55 - Procedimento de solução da biblioteca de otimização (Maio 2009);
Nota técnica nº 56 - Execução do módulo de geração de cenários sintéticos de energia natural afluente num ambiente de processamento distribuído (Setembro 2009).
Nov/2009
36586/09
Out/2009
53694/09
Dez/2006
47213/06
Nota técnica 11 - Aperfeiçoamento da política de operação no planejamento do sistema interligado brasileiro contemplando sistemas de pequeno porte;
Nota técnica 12 - Consideração da variação temporal da cota média do canal de fuga das usinas hidrelétricas no sistema equivalente de energia;
Nota técnica 13 - Compatibilização do número de horas no mês;
Nota técnica 14 - Atualização do cálculo da geração hidráulica máxima;
Nota técnica 15 - Disponibilização das parcelas do valor esperado do custo total de operação;
Nota técnica 16 - Separação da energia de outros usos d'água;
Nota técnica 17- Uso concomitante de curva de aversão ao risco e volume mínimo operativo com penalidade;
Nota técnica 18 - Formação dos períodos estáticos inicial e final;
Nota técnica 19 - Discretização específica da variável de estado armazenamento no início do mês;
Nota técnica 20 - Flexibilização dos limites de intercâmbio;
Nota técnica 21 - Representação de restrições de intercâmbios com agrupamento livre;
Nota técnica 22 - Estratégia de solução durante a solução de um problema de programação linear pelo método primal simplex análogo ao método dual simplex;
Nota técnica 23 - Definição individual do horizonte de manutenção de usinas termelétricas;
Nota técnica 24 - Restrição de geração hidráulica mínima;
Nota técnica 25 - Manutenção programada para usinas hidroelétricas;
Nota técnica 26 - Revisão da regra de classificação das usinas hidráulicas;
Nota técnica 27 - Consideração das parcelas de desvio e acréscimo de água a fio d'água nas restrições de geração hidráulica máxima;
Nota técnica 28 - Simulação da operação do sistema interligado nacional utilizando duas políticas ótimas de operação calculadas considerando curvas de aversão a risco distintas.
Jan/2001
097/01
 
   
Jun/1999
349/99
Mar/1995
153/95
Jun/1994
-/94
Jun/1993
237/93


 
 
Modelo GEVAZP
 
Manual do Usuário RT-23950/2016
Manual de Referência  RT-23951/2016
 
Relatórios Técnicos:
Data
Título
01/12/2016
27063/2016
01/12/2016
23954/2016
03/11/2016
23953/2016
29/12/2009
46994/2016
23/11/2009
19867/2009
12/12/2007
39809/2007
29/01/2001
109/2001
 
 
Modelo DECOMP
 
Manual do Usuário – Abril /2018
Manual de Referência – Abril / 2018
 
Notas Técnicas
Data
Título
2014
2
Abr/2015
1
 
2015
1
 
2015
3
 
Dez/2016
4
 
Dez/2017
2
 
 
 
Modelo PREVIVAZ
 
Manual do Usuário –Dez/2015
 
Relatórios Técnicos:
Data
Título
2009
21418/2009
2016
29679/2016

 
Modelo SUISHI
 
Manual do Usuário - RT 46212/2010
Manual de ReferênciaRT 27361/2017
 
Modelo DESSEM
 
Manual de Referência  - Jul/2003
 
Relatórios Técnicos:
Data
Título
Mar/2015
4964/15
Mar/2015
4966/15
Jul/2012
23451/12
Jan/2011
1004/11
Jan/2011
1006/11
Mai/2010
15009/10
Mai/2010
15010/10
Mai/2009
14164/09
Jan/2004
926/05