• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Curso de Inspeção de Pintura Anticorrosiva do Cepel torna-se cada vez mais prático

Notícias

Curso de Inspeção de Pintura Anticorrosiva do Cepel torna-se cada vez mais prático

03-05-2018

A inspeção de campo tem se mostrado um diferencial das últimas edições do curso Fundamentos de Inspeção de Pintura Anticorrosiva do Cepel. A avaliação é da pesquisadora do Departamento de Materiais, Eficiência Energética e Geração Complementar (DME), Cristina Amorim, uma das instrutoras.


Cristina explica que, nas últimas edições, o último dia de treinamento vem contemplando o trabalho de campo, quando os participantes avaliam algumas estruturas degradadas existentes na área externa das instalações da Unidade Fundão do Cepel. Os profissionais são, então, estimulados a registrar os problemas encontrados e propor soluções com base no aprendizado que recebem durante as aulas teóricas e laboratoriais. Ao final, lhes é facultado enviar um relatório de inspeção, sobre o qual recebem um feedback da equipe de instrutores.


“O contato com estruturas metálicas e equipamentos que apresentam alto grau de degradação por corrosão ajuda a fixar os conceitos aprendidos e permite ao aluno desenvolver um senso crítico de avaliação do real estado em que estes se encontram”, considera Cristina.


Ministrado duas vezes ao ano pela equipe de Corrosão do Centro, o curso visa capacitar profissionais na aplicação das Normas Eletrobras de Pintura Anticorrosiva. O objetivo é garantir a qualidade dos serviços de proteção anticorrosiva nas empresas Eletrobras, aumentando a vida útil dos materiais e, consequentemente, evitando paradas para reparos e aumento de custos.


Desde que foi realizado pela primeira vez, em 2014, a demanda pelo curso tem sido constante. O fato de ser essencialmente prático é um determinante, como atestam os pesquisadores do DME Alberto Ordine e Elber Bendinelli, que juntamente com o técnico Marcos Sá, do Departamento de Laboratórios do Fundão (DLF), e Cristina Amorim, compõem a equipe de instrutores.


“Desde que o curso foi criado, tivemos 232 profissionais capacitados, incluindo engenheiros e técnicos das empresas Eletrobras, de empresas parceiras do setor elétrico, bem como alunos de graduação de diferentes universidades,” assinala Ordine.


Treinamento de abril


O engenheiro Vinícius de Oliveira Rodrigues, da Eletronuclear, foi um dos participantes do treinamento realizado entre 16 e 20 de abril deste ano. Segundo ele, que trabalha com análise de integridade de equipamentos mecânicos, a maior dificuldade no exercício da função é lidar com problemas técnicos de diferentes disciplinas, e o curso supriu esta carência, ao proporcionar conhecimento aprofundado na área de revestimentos anticorrosivos.


Sobre o trabalho de campo, Vinícius comenta: “somente indo ao campo para executar inspeções é que se pode ter plena noção do que é uma avaliação de integridade de revestimento de fato; foi muito produtivo e construtivo”.


A parte prática do curso engloba também atividades em laboratório, como realização de diferentes métodos de preparação de superfície, avaliação do seu grau de limpeza, análise de abrasivos, preparação e aplicação de tintas por trincha e por pistola, avaliação técnica da película seca, apresentação de ensaios para caracterização de tintas líquidas, películas secas e de ensaios de desempenho anticorrosivo.


A próxima edição do curso Fundamentos de Inspeção de Pintura Anticorrosiva está prevista para abril de 2019, uma vez que a comunidade técnica terá a oportunidade de conhecer profissionais da área de manutenção industrial, bem como novas tecnologias e metodologias durante oII Workshop de Corrosão para o Setor Elétrico (II WCES), que será realizado em outubro de 2018, nas instalações da Unidade Fundão.