• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
Com mais de 10 anos de trajetória, Curso Básico de Energia Eólica capacita profissionais do setor

Notícias

Com mais de 10 anos de trajetória, Curso Básico de Energia Eólica capacita profissionais do setor

12-04-2018

Integrantes da equipe responsável pelo Curso Básico de Energia Eólica, do Departamento de Materiais, Eficiência Energética e Geração Complementar (DME), contam um pouco sobre a importância do treinamento para o setor elétrico e o meio ambiente. Em sua 12ª edição, eles destacam as perspectivas para as próximas edições, que já terão um módulo avançado.


Apesar de longa data, o curso sempre se mostra atualizado, em consonância com o crescimento do segmento da energia eólica no Brasil. O país já ocupa a posição de maior gerador de energia eólica da América Latina. Pensando nisso, a pesquisadora Vanessa Guedes, coordenadora do curso, explica que um dos principais objetivos é apresentar as tecnologias que vão surgindo no segmento, além das ferramentas utilizadas no dia a dia no Cepel.


“A cada edição tentamos atualizar um pouco o conteúdo das aulas com o que aprendemos enquanto trabalhamos. Os desafios vão surgindo, e estudamos para resolvê-los, buscando novas soluções e parcerias (universidade, outros institutos de pesquisa)”, afirma.

 

Segundo a Global Wind Energy Council (GWEC), organização internacional especializada em energia eólica, houve uma expansão de 2.014 megawatts na geração dessa energia no país em 2016, o que fez com que o Brasil ficasse na 5ª posição no ranking mundial de capacidade instalada no ano passado. O país também ocupou a nona colocação no ranking mundial de capacidade acumulada de geração eólica (10.740 MW).

 

O pesquisador Sergio Melo, um dos instrutores que acompanha o curso desde seu início, destaca a importância do país nesse sentido: “hoje em dia, a tendência de utilizar fontes de energia renovável é notória no mundo inteiro. O Brasil é um país que tem muito recurso renovável como eólico, solar, hídrico. Possuímos tecnologia na área de geração eólica, e é muito importante que seja difundida para todas as empresas do Brasil, para que possamos transformá-la em algo que some energia ao sistema interligado, que é praticamente hídrico.”, afirma.

 

Quando questionada sobre a sensação de participar da equipe há mais de uma década, a coordenadora Vanessa ressalta que, apesar dos obstáculos, a sensação é ótima: “assim como é muito gratificante para a equipe, é muito gratificante para mim; há mais de dez anos apresentamos um curso superelogiado e requisitado. Ficamos muito felizes em atender bem às empresas do Grupo Eletrobras e quando recebemos as avaliações, o retorno das turmas nos deixa ainda com mais vontade de melhorar e continuar”.

 

 

 

O curso


A equipe é interdisciplinar, composta por pesquisadores do DME, como Vanessa Guedes, Ricardo Dutra, Sergio Melo, Antonio Neiva, o profissional da PUC–RJ Angelo Mustto, além de pesquisadores de outros departamentos, como Fabrício Lirio, do Departamento de Redes Elétricas (DRE), e Fábio Batista, Katia Garcia, Alexia Rodrigues e Diego Maia, do Departamento de Otimização Energética e Meio Ambiente (DEA).


O conteúdo abrange uma introdução, com histórico e novas tendências da Energia Eólica; tópicos de Meteorologia Básica; Aerodinâmica Básica; Sistemas de Controle, Medição e Tratamento de Dados; Viabilidade Técnica e Econômica; Qualidade de Energia; Conexão à Rede Elétrica além de Ferramentas Computacionais. A última edição, realizada de 19 a 23 de março de 2018, teve como novidade um uso mais intenso das ferramentas computacionais pelos alunos e também o fato de passar a ser aberto a profissionais de outras empresas, além das empresas do Grupo Eletrobras.


O curso acontece todos os anos, e a próxima edição será entre os dias 01 e 05 de outubro. A equipe também pretende realizar um módulo avançado ainda este ano.