• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Tutorial do DianE apresenta novas funcionalidades do sistema a profissionais das empresas Eletrobras

Detalhes: Notícias

Tutorial do DianE apresenta novas funcionalidades do sistema a profissionais das empresas Eletrobras

19-06-2019

O Cepel realizou, de 11 a 13 de junho, mais uma edição do tutorial do sistema DianE. Voltado à análise e diagnóstico de equipamentos, o sistema apresenta acesso padronizado, arquitetura modular e evolutiva, consolidação de dados históricos e possibilidade de interação com outros programas computacionais do Cepel. Devido a estas características, o DianE tem sido cada vez mais adotado pelas empresas Eletrobras no gerenciamento de seus equipamentos.

 

Além das principais funcionalidades do sistema, foram apresentadas no decorrer do treinamento as novidades relativas à integração do DianE com o novo SAP IU (Instância Única) do Programa ProERP Eletrobras, com a nova versão do SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia) do Cepel e as novas análises para ensaios elétricos importados do CPC100 da OMICRON, aparelho de testes elétricos muito utilizado na área de manutenção de equipamentos.

 

“Também apresentamos as facilidades de acompanhamento preditivo implantadas no DianE para novos tipos de equipamentos como motores elétricos e módulos eletrônicos de proteção e controle”, assinala o pesquisador Christian Ducharme, gerente do projeto.

 

O tutorial do DianE 5.9 contou com a participação de engenheiros e técnicos das empresas Eletronorte, Eletronuclear, Furnas e Amazonas GT, mais novo Associado Especial do Cepel.

 

“Partindo do princípio de que quem não mede não controla e de quem não controla não gerencia, o DianE é, para nós, uma ferramenta importante que visa otimizar o processo de gestão de nossos equipamentos de maneira que possamos, junto às nossas unidades de produção, nos antecipar e verificar prováveis causas de falhas e tomar as ações preventivas para mitigar possíveis indisponibilidades de equipamentos, o que para nós é prejuízo”, destaca Whylker Moreira Frota, do Departamento de Normatização Técnica e P&D da Amazonas GT.

 

Whylker ressalta a aplicação do DianE na área de geração. “Antes o sistema era voltado a subestações, à área de transmissão, hoje atende também a parte de geração e usinas. Isso saltou aos nossos olhos porque temos, em nossa empresa, a carteira de geração como uma prioridade. [...] Nossa expectativa é levarmos um representante do DianE para conhecer instalações da empresa e fazermos, em setembro, um treinamento in company do sistema para que, até o final do ano, já esteja implantado”.

 

O engenheiro da área de Manutenção da Eletronorte Francisco Figueiredo Silva Neto afirma que o treinamento foi bastante elucidativo e comentou sobre a nova funcionalidade relativa às análises para ensaios elétricos importados do CPC100. “É grande a expectativa em relação ao DianE, pois hoje temos todo um sistema de controle feito em planilhas e, com o uso do sistema, vamos poder eliminá-las. Acredito que tenhamos um salto enorme na parte de monitoramento de ativos, automatizando o processo de controle e agilizando em muito as tomadas de decisão”.

 

Alexandre Magalhães, técnico em eletrônica da Eletronuclear, comenta que o DianE já vem sendo usado pela empresa para monitoramento de transformadores de potência e que, mais recentemente, estão implementando duas novas funcionalidades: a monitoração de cartões (módulos de cartões eletrônicos) e a de motores. "Será dada prioridade à monitoração dos módulos eletrônicos associados à proteção do reator. Futuramente, serão monitorados os módulos eletrônicos relacionados ao controle, limitação e disponibilidades das usinas”, comenta.

 

Também participaram do treinamento pesquisadores dos laboratórios de Análises Químicas e Corrosão do Cepel, com os quais vem sendo realizado um trabalho em parceria, que, por um lado, proporcionará benefícios aos procedimentos dos laboratórios e suas atividades diárias e, por outro, agregará ao DianE o conhecimento e a experiência das equipes de laboratório, aprimorando os seus módulos de análise.

 

O pesquisador Arthur de Castro Ribeiro, do Laboratório de Análises Químicas, explica que foram feitas algumas adaptações no DianE para atendimento às necessidades especificas do laboratório e que, a partir do sistema, será possível ter um histórico de cada ensaio e cada serviço realizado. O DianE também será usado para agilizar a emissão dos relatórios de ensaios.

 

 

DianE e PBE Transformadores

 

O pesquisador Carlos Azevedo Sanguedo, responsável pela CERT, área do Cepel dedicada à certificação de equipamentos e dispositivos de natureza elétrica, também participou do tutorial. Ele ressalta o uso do DianE no PBE Transformadores (Programa Brasileiro de Etiquetagem de Transformadores de Distribuição).

 

“O DianE se apresenta para o PBE Transformadores como uma poderosa ferramenta de armazenagem e processamento de dados. Para o programa de etiquetagem, foi a grande solução para superar o desafio de controlar, a cada dois anos, o resultado dos ensaios de 48 amostras de 20 diferentes fabricantes, com 10 a 15 diferentes variações construtivas e até oito parâmetros resultantes nos ensaios, perfazendo uma entrada de cerca de 76800 registros. Processar, controlar e armazenar o histórico dessa quantidade de registros só se tornou viável através do uso do DianE, que nos abriu um universo de ferramentas, permitindo não somente superar o desafio inicial, mas trazer outros e importantes benefícios ao PBE em termos de ganhos de eficiência energética, evolução dos produtos, e identificação e solução de problemas recorrentes”, afirma.

 

O tutorial do programa DianE é realizado anualmente pelo Cepel. Além de Christian Ducharme, integram a equipe desenvolvedora do sistema os pesquisadores Clayton da Mata, Marcela Pinheiro, Monique Benevenuto e Bruna Fonseca.

 

Mais informações sobre os treinamentos ministrados pelo Cepel em: eventos@cepel.br