• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Ministro de Minas e Energia avalia como inestimável o trabalho do Cepel para o país

Detalhe: Notícias

Ministro de Minas e Energia avalia como inestimável o trabalho do Cepel para o país

19-02-2019

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, esteve, ontem, na Unidade Fundão do Cepel, onde participou de reunião com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, e com os diretores do Centro Marcio Szechtman (Diretoria Geral), Raul Balbi Sollero (Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) e Orsino Borges de Oliveira Filho (Diretoria de Laboratórios e Pesquisa Experimental). Também estiveram presentes no encontro a responsável jurídica da instituição, Fernanda Ladeira de Medeiros, e Marcos Soeiro, assessor do ministro Bento Albuquerque.

 


Durante a reunião, Marcio Szechtman fez uma ampla apresentação institucional sobre o Cepel, discorrendo sobre sua concepção, origem e constituição, bem como sobre particularidades de sua forma e áreas de atuação, desafios e seu papel como Centro Nacional de Pesquisas do Setor Elétrico Brasileiro.

 


Na sequência, o diretor Raul Sollero apresentou ao ministro e ao presidente da Eletrobras o Laboratório Avançado de Supervisão e Controle, base de desenvolvimento do SAGE , sistema de gerenciamento de energia, que, juntamente com o sistema Spectrum PowerCC IMM, da Siemens, constitui o núcleo do REGER, sistema de supervisão e controle usado desde 2013 pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

 

 


Em seguida, Bento Albuquerque e Wilson Ferreira Junior visitaram o Laboratório de Microscopia Eletrônica de Transmissão, onde o chefe do Departamento de Laboratórios do Fundão, Maurício Barreto Lisboa, apresentou-lhes algumas das aplicações do microscópio. Utilizado tanto para atividades de P&D, quanto para análises de falhas, o laboratório tem sido fundamental em projetos envolvendo a avaliação de integridade de turbinas, caracterização de precipitação em aços e em estudos de materiais supercondutores e células a combustível.

 

 

 


Devido à sua agenda de compromissos, o ministro manifestou interesse em retornar ao Cepel, principalmente para conhecer a infraestrutura laboratorial de Adrianópolis. No ato de descerramento da placa em homenagem à sua visita, ele então destacou: “É uma placa que para mim tem um simbolismo muito grande. Tenho procurado visitar todos os órgãos vinculados ao Ministério de Minas e Energia, pois costumo brincar que o que os olhos não veem, o coração não sente. Aprendi muito hoje aqui. Já tinha este sentimento, mas, agora , com mais razão ainda, estou orgulhoso de o Brasil, de o setor elétrico e de o Ministério de Minas e Energia contarem com organizações como o Cepel, que tem um valor inestimável para o país. Temos de procurar usufruir mais deste belo trabalho que é realizado aqui. Meus sinceros agradecimentos a tudo que vocês têm feito pelo país”.