• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Ferramenta do programa Anatem para cálculo automático de índices preditivos de desempenho de elos de corrente contínua é apresentada na e-session do Cigre

Detalhes: Notícias

Ferramenta do programa Anatem para cálculo automático de índices preditivos de desempenho de elos de corrente contínua é apresentada na e-session do Cigre

09-09-2020

A pesquisadora do Cepel Lígia Rolim da Silva apresentou o trabalho “Automatic Computing of Multi-Infeed Predictive Indices Providing Situational Awareness in Real-Time Operation of Hybrid AC-HVDC Systems“ na sessão digital da Bienal Cigre 2020 no âmbito do Study Committee C2 (Power System Operation and Control), como parte da terceira edição do Next Generation Network Presentation Showcase (NGNS).

 

O trabalho descreve o desenvolvimento realizado no programa ANATEM, desenvolvido pelo Cepel, para cálculo automático dos índices preditivos de desempenho e de interação entre elos de correntes contínua no cenário com múltiplas estações inversoras (Line Commutated Converters - LCC) eletricamente próximas, configuração denominada multi-infeed. Esta metodologia de análise foi proposta pelo Cigre no Working Group (WG) B4.41 por meio da brochura técnica “Systems with Multiple DC Infeed”.

 

De acordo com Lígia, a metodologia da análise multi-infeed utilizando os índices preditivos de desempenho foi avaliada pelo Cepel em estudo encomendado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em 2017 para investigação dos efeitos do DC multi-infeed no Sistema Interligado Nacional (SIN). “Neste contexto, foi desenvolvido o módulo de análise multi-infeed no programa ANATEM, o qual calcula automaticamente, para todas as estações inversoras de cada caso a ser analisado, os seguintes índices: Multi-Infeed Interaction Factor (MIIF), Short-Circuit Current (SCC), Interaction Potential (PI), Short Circuit Ratio (SCR), e Multi-Infeed Interaction Short Circuit Ratio (MISCR)”, explica. A pesquisadora acrescenta que a validação desta ferramenta foi detalhada no trabalho “Validação da Metodologia de Cálculo dos Índices da Análise de Multi-Infeed pelo Programa ANATEM”, apresentado no XIV SEPOPE em 2018.

 

Aplicação da ferramenta

 

Em um primeiro momento, o módulo de análise multi-infeed foi explorado em estudos de planejamento, fornecendo informações abrangentes acerca dos cenários operativos críticos para ocorrências de falha de comutação, comprovados pela avaliação detalhada da mesma rede em programas de análise de transitórios eletromagnéticos. Atualmente, segundo Lígia, está em curso a aplicação desta metodologia no ONS utilizando casos de tempo-real, exportados pelo SAGE, Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia, desenvolvido pelo Cepel, para a simulação dinâmica no ANATEM. O objetivo é viabilizar a inclusão desta ferramenta no centro de controle do ONS.


“Neste contexto, o trabalho apresentado na Bienal propõe uma nova ferramenta para monitoração dos índices da análise multi-infeed em tempo real, visando melhorar a consciência situacional na operação de sistemas com multi-infeed quanto ao risco de ocorrência de falhas de comutação simultâneas e/ou sucessivas em múltiplas estações inversoras. A análise cronológica da trajetória dos índices multi-infeed permitirá definir valores críticos para o MISCR e correlacionar tal índice com a possibilidade de ocorrência de falhas de comutação simultâneas”, assinala a pesquisadora.


Lígia ressalta que a monitoração contínua dos índices da análise de multi-infeed pelo ONS viabilizará a investigação de instruções operativas práticas recomendadas para a operação segura de tais sistemas e servirá como suporte de decisão em tempo-real para mitigação de cenários críticos ao fenômeno da falha de comutação. “Espera-se, ainda, que a aplicação desta ferramenta agregue experiência ao ONS quanto ao comportamento dos índices multi-infeed quando a falha de comutação for reportada, ou quando este fenômeno acarretar consequências severas na operação em tempo-real”, finaliza.

 

Sobre o Next Generation Network Presentation Showcase


O NGNS compõe um conjunto de apresentações que visa dar aos Young Members (YMs) do Cigre, com menos de 35 anos, a oportunidade de expor seus trabalhos a um público especializado, facilitando o desenvolvimento e formação de networking no início de suas carreiras. As duas primeiras edições do NGNS foram realizadas em 2016 e 2018 na Bienal do Cigre em Paris. No primeiro ano, 14 países participaram do NGNS, e 22 YMs foram selecionados para apresentar seus trabalhos técnicos. Em 2018, 21 países participaram, e 30 YMs apresentaram trabalhos durante a Bienal. Com o feedback positivo recebido dos participantes, em 2020 foi realizado o terceiro evento NGNS na e-session Cigre 2020, que contou com a participação de 23 países e 33 apresentações de YMs.

 

Integrante do Comitê de Estudos C2 há dois anos, Lígia teve seu trabalho inicialmente submetido à apreciação do Comitê de Estudos C2 - Operação e Controle de Sistemas (CE-C2) e de especialistas do Cigre Brasil, sendo aprovado pelo comitê nacional e posteriormente selecionado pelo Cigre Paris para ser apresentado durante a sessão Bienal de 2020.

 

Não é a primeira vez que o Cepel participa do NGNS. Em 2018, o pesquisador Arthur de Castro Ribeiro participou do NGNS na sessão Bienal do Cigre 2018 pelo SC D1 – Materials and Emerging Test Techniques.