• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel tem trabalhos técnicos premiados no XVIII Eriac, maior evento da Região Ibero-americana do Cigré

Detalhes: Notícias

Cepel tem trabalhos técnicos premiados no XVIII Eriac, maior evento da Região Ibero-americana do Cigré

04-06-2019

Dos 12 artigos técnicos apresentados pelo Cepel no XVIII Encontro Regional Ibero-americano do Cigré (XVIII Eriac), cinco foram premiados. O anúncio foi feito durante a cerimônia de encerramento do evento, no último 22, em Foz do Iguaçu (PR). Ao todo, foram premiados 46 artigos dos 356 aprovados.

 


O encontro reuniu, entre 19 e 23 de maio, 605 inscritos, de 17 países diferentes, possibilitando intensa troca de experiências entre os profissionais do setor elétrico.

 


Materiais e Tecnologias Emergentes

 


Apresentado pela pesquisadora Heloisa Furtado, “Ensaios em Amostras Reduzidas para Materiais que Trabalham em Altas Temperaturas em Equipamentos de Geração Termelétrica” foi o primeiro colocado dentre os trabalhos do CE D1 (Materiais e Tecnologias Emergentes). Escrito em coautoria com os pesquisadores do Cepel Fernanda Figueiredo Martins dos Santos e Bruno Reis Cardoso e pela técnica Roberta Martins de Santana, o artigo compara os resultados dos ensaios de fluência uniaxial em corpos de prova reduzidos e convencionais, e propõe a técnica de extração das amostras em campo sem danos para os equipamentos.

 


De acordo com Heloisa, ensaios de ruptura por fluência são vistos como a única técnica válida para avaliação quantitativa dos danos em materiais retirados de operação. Amostras reduzidas ou ensaios miniaturizados emergiram como técnicas promissoras, por serem considerados não destrutivos, em função da pequena quantidade de material retirado para confecção dos corpos de prova.

 


“O prêmio do XVIII ERIAC foi importante, pois deu visibilidade à técnica de amostras reduzidas, que, no presente artigo, contemplou os ensaios de fluência direcionados a usinas termelétricas e nucleares,mas que tem um enorme potencial de aplicação em diferentes ensaios para outros equipamentos de grande porte do setor elétrico, tais como as turbinas hidráulicas”, assinala Heloisa.

 


Desempenho Ambiental de Sistemas

 


Também foi selecionado em primeiro lugar, desta vez no âmbito do CE C3 (Desempenho Ambiental de Sistemas), o artigo “Avaliação de Impactos Socioambientais de Empreendimentos de Geração Heliotérmica – o Caso da Planta-Piloto de Petrolina”, apresentado pela pesquisadora Denise Ferreira de Matos. São coautores do trabalho os pesquisadores Ana Paula Cardoso Guimarães e Leonardo dos Santos Vieira, do Cepel, e Thiago Gutemberg Lopes de Oliveira, Maria Leidjane da Silva Martins e Andrea Amarante, da Chesf.

 


Segundo Denise, para avaliação dos impactos socioambientais, utilizou-se um método que integra contribuições de diversas metodologias. “Alguns impactos específicos da atividade de geração heliotérmica foram identificados, merecendo proposição de plano de monitoramento e controle aqueles relacionados à logística e ao uso do fluido térmico na operação da planta. O projeto foi considerado viável do ponto de vista ambiental, em função da conjunção de três fatores: localização, dimensão dos impactos potenciais, e de programas e medidas de controle para evitá-los ou mitigá-los”, ressalta a pesquisadora.

 


O Cepel teve outro artigo premiado dentre os apresentados pelo CE C3. “Utilização de Métodos de Previsão na Definição de Metas para Indicadores de Sustentabilidade no Contexto da Agenda 2030”, de autoria dos pesquisadores do Cepel Katia Cristina Garcia e José Francisco Pessanha, do estudante da UFRJ Rodrigo Maia e de Érika Guimarães , ex-contratada do Cepel, recebeu a terceira colocação no comitê de estudos.

 


O artigo discute o uso de métodos estatísticos de previsão na definição de metas de sustentabilidade no contexto da Agenda 2030 e apresenta um exemplo de aplicação no setor elétrico brasileiro. “A utilização de métodos deste tipo é clássica para previsão de demandas futuras de produtos, serviços e estoques. Discute-se, no artigo, como estes métodos podem ser usados para definir metas factíveis, e que impulsionem planos de ação que garantam uma contribuição efetiva da empresa para o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, lançados, no final de 2015, durante a Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, em Nova York”, explica Katia, que apresentou o artigo no evento.

 


A pesquisadora acrescenta que o trabalho contém um caso prático. “Este caso foi construído com base em séries mensais históricas de diferentes indicadores de sustentabilidade ambiental monitorados pelo Sistema IGS (Indicadores Socioambientais para Gestão da Sustentabilidade Empresarial do Grupo Eletrobras), desenvolvido pelo Cepel, a exemplo de indicadores de consumo de energia, consumo de água e geração de resíduos, utilizados há mais de uma década pelas empresas Eletrobras.”

 


Mercado de Eletricidade e Regulação

 


Selecionado como o terceiro melhor trabalho do CE C5 (Mercados de Eletricidade e Regulação), “Avaliação do Impacto Econômico-Financeiro em Projetos Eólicos no Âmbito dos Deságios Ocorridos nos Leilões de Energia do Ambiente Regulado”, de autoria dos pesquisadores do Cepel Alexia de Freitas Rodrigues, Fábio Batista, Albert Melo e Diego Maia, buscou determinar, de forma probabilística, o impacto de fatores de risco sobre o fluxo de caixa e retorno esperado de um típico projeto eólico, definindo aqueles de maior impacto sobre a sua viabilidade para explicar os elevados deságios observados historicamente.

 


“Para tanto, foram utilizados, como ferramentas, a análise tornado, a análise de cenários e análises probabilísticas. Os fatores de maior impacto sobre a viabilidade do projeto foram identificados, e o menor preço de venda da energia que viabiliza o negócio do gerador foi determinado com base em possíveis cenários para os parâmetros identificados, chegando-se a intervalos de deságio para a usina eólica estudada”, explica Alexia, que apresentou o artigo no evento. A pesquisadora acrescenta que todas as análises foram realizadas a partir do programa computacional ANAFIN, desenvolvido pelo Cepel e voltado à análise da viabilidade econômico-financeira de empreendimentos de geração e transmissão de energia elétrica.

 

De acordo com Alexia, a premiação foi importante para marcar a primeira participação da equipe ANAFIN no Eriac, "o que possibilitou dar visibilidade ao nosso trabalho e ao modelo ANAFIN em outros países da América Latina. Foi uma experiência muito gratificante e agradeço ao Cepel a oportunidade de ter participado do evento", ressalta Alexia.

 


Transformadores

 


O artigo “Análise Pericial de Falha em Transformador Elétrico Tipo Seco”, de autoria do pesquisador do Cepel Márcio Antonio Sens, ficou em segundo lugar no âmbito do CE A2 (Transformadores).

 


O trabalho técnico apresentou detalhes de uma investigação, realizada em laboratório, sobre as causas da falha de unidades de transformadores com isolamento a seco, em epóxi, aplicável a equipamentos de potência e a transformadores de medição.

 


A próxima edição do Eriac será organizada pelo Comitê Nacional Argentino do Cigré. A previsão é de que ocorra entre 9 e 13 de maio de 2021.