• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Cepel coordena reuniões no âmbito do Comitê Gestor de Índices de Eficiência Energética

Detalhes: Notícias

Cepel coordena reuniões no âmbito do Comitê Gestor de Índices de Eficiência Energética

21-08-2019

Na semana de 11 a 17 de agosto, o Cepel coordenou duas reuniões no âmbito do Comitê Gestor de Índice de Eficiência Energética, instituído em 2001 e revalidado em 2019 pelo Ministério de Minas e Energia (MME): a reunião do Grupo Técnico para Eficientização de Energia nas Edificações no País (GT-Edificações) e a do Grupo Técnico Motores Recondicionados (GT-Motores Recondicionados).

 


Em ambas as reuniões, o Centro foi representado por George Soares, assistente da Diretoria Geral do Centro e coordenador dos dois GTs, que assinala: “O Cepel trabalha com eficiência energética desde 1985, quando da criação do Procel [Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica]. A coordenação destes dois grupos de trabalho traz a oportunidade de promover a eficiência energética em conjunto com os ministérios e outros atores, por meio de iniciativas tecnológicas e da discussão de ações de políticas públicas”.

 


Reunião GT-Edificações

 


Realizada, no último dia 13, a 22ª Reunião do GT-Edificações discutiu diversos assuntos, dentre eles: como tornar efetiva a obrigatoriedade da etiquetagem em edificações públicas e o andamento da análise das mais de 600 contribuições da consulta pública sobre instrução normativa do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) que trata do Regulamento Técnico da Qualidade para a Classe de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos, que deve ser aprovada até o final de 2019.

 


George ainda destaca a elaboração do Regulamento Técnico da Qualidade para a Classe de Eficiência Energética de Edificações Residenciais, que deve estar finalizada em 2020, e a elaboração dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, com previsão de certificação de profissionais para trabalharem em etiquetagem de edificações. “O suporte financeiro para consolidação da normalização brasileira em edificações por meio de convênio entre Eletrobras e SindusCon-SP [ Sindicato da Indústria da Construção Civil de Grandes Estruturas do Estado de São Paulo] e o andamento dos projetos dos 1º e 2º ciclos do Plano de Aplicação do Procel, com lançamento de vários editais ainda neste segundo semestre, também foram abordados”, assinala.

 


O próximo encontro do GT está agendado para 12 de novembro.

 


Reunião GT-Motores Recondicionados

 


Já a 11ª reunião do GT-Motores Recondicionados, no último dia 15, trouxe à pauta várias questões relacionadas às suas vertentes de atuação. Na área de conscientização de usuários, relatou-se o êxito do II Workshop de Reparo de Motores, realizado em abril deste ano no Cepel e previu-se a realização de mais dois eventos do gênero – um em Salvador, e outro, em Belo Horizonte. Na área de capacitação profissional, comentou-se sobre o curso que será oferecido pelo Senai - Indaiatuba a partir de setembro de 2019. “Trata-se de uma excelente notícia, fruto do workshop realizado no ano passado e do ótimo trabalho do Comitê Técnico do Senai. O curso constará do catálogo nacional do Senai, a ser lançado em breve”, afirma George.

 


Outro ponto discutido foi a Norma Brasileira de Reparo cujo texto base deve ser concluído nas próximas reuniões da Comissão ABNT/CE 003:002.001 e, posteriormente, ser enviado à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para formatação e envio à consulta pública. Além disso, abordou-se o andamento dos projetos na área industrial do 1º ciclo do Plano de Aplicação do Procel, enfatizando-se a inserção do tema de reparo de motores, bem como o andamento da normalização da Família ISO 50000, sendo a temática de reparo de motores inserida na minuta final de revisão da ISO 50004. Em relação aos projetos do 2º ciclo do Plano de Aplicação do Procel, seus editais devem ser lançados nos próximos meses, incluindo o projeto inovador de avaliação do impacto das técnicas de reparo nos rendimentos dos motores brasileiros.

 


A próxima reunião do GT foi agendada para 21 de novembro.

 


Sobre os GTs

 


Instituído em 2001 e revalidado em 2019, o GT-Edificações visa aumentar a eficiência energética em edificações, contribuindo para o consumo racional dos recursos naturais. O GT elabora requisitos técnicos de eficiência energética para projetos, construções novas e reformadas, necessários para obtenção de certificações voluntárias de conformidade. Atualmente, o GT é composto por representantes de órgãos governamentais, entidades setoriais, academia e sociedade civil.

 


O GT-Motores Recondicionados foi criado em 2017, sendo composto por 13 instituições, abrangendo o governo, organizações internacionais que fomentam a eficiência energética, academia e consumidores. O trabalho do GT é bastante significativo, à medida que os motores elétricos são o segmento de maior consumo de energia elétrica no Brasil – cerca de 25% da energia elétrica total. Os motores apresentam falhas ao longo de suas vidas úteis, falhas estas que, se reparadas indevidamente, podem ocasionar queda de rendimento. Uma pesquisa mercadológica realizada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ), em parceria com a International Cooper Association, identificou um desperdício de energia elétrica de aproximadamente 8 TWh por ano, associado a práticas inadequadas de reparo de motores elétricos.