• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
Avança a implantação da plataforma SAGE na Cemig GT

Detalhes: Notícias

Avança a implantação da plataforma SAGE na Cemig GT

22-04-2020

A decisão pela adoção da plataforma SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia) pela Cemig GT, no final do ano passado, foi um marco importante na evolução do uso do SAGE no sistema elétrico brasileiro. O sistema desenvolvido pelo Cepel e utilizado em mais de 1400 instalações em todo o país, irá suportar a operação em tempo real da rede de transmissão e das plantas de geração da empresa. No final de março, foi operacionalizado um ambiente de desenvolvimento que pode ser considerado embrião do futuro Centro de Operação do Sistema (COS) da Cemig GT, permitindo a migração e o desenvolvimento da base de dados e das telas do projeto. Esse ambiente é baseado na versão 28-7 do SAGE, em fase de testes pelo Cepel. Clique aqui para mais informações sobre a versão 28-7 do SAGE.


A pesquisadora do Cepel Vera Lucia Lopes Monteiro Rohenkohl, gerente do projeto, comenta sobre a etapa de implantação do SAGE. “O projeto já passou pela fase de workstatement, quando se identificou que a criação de uma plataforma de desenvolvimento na própria Cemig GT, além da plataforma de testes no Cepel, seria de grande utilidade para acelerar os trabalhos de elaboração da base de dados e das telas do novo COS”.


Segundo Vera, esta etapa do projeto começou em 18 de março e contaria com a presença do pesquisador Nivaldo Lambert, membro da equipe desenvolvedora do SAGE, na Cemig, mas, em virtude das restrições impostas pela pandemia do coronavírus, o trabalho teve de ser finalizado de forma remota, o que aconteceu no último dia 27 de março. “O primeiro desafio foi estabelecer um canal VPN entre o Cepel e a Cemig GT e, para isso, contamos com apoio da equipe da empresa, que está totalmente comprometida com o projeto, denominado Novo SSC Cemig [SSC - Sistema de Supervisão e Controle]”, assinala.

 

A pesquisadora afirma que, há anos, a Cemig GT já utilizava a função gateway de comunicação multiprotocolo do SAGE para a interação entre suas subestações e seu sistema de supervisão e controle atual, desenvolvido internamente. “O sistema atual recebe dados de três gateways SAGE que a Cemig GT já tem em produção. Estes gateways reúnem dados online de 90 subestações da transmissão, das subestações de distribuição e das pequenas usinas”.


“A plataforma agora implantada, continua Vera, se comunica em paralelo com estes três gateways. Isto significa que, sem interferir na operação contínua do COS da empresa, tem-se um ambiente com acesso a todos os dados em tempo real e a possibilidade de se desenvolverem, precocemente, telas, configurações de alarmes, novas aplicações e outras configurações que serão utilizadas na plataforma final”, ressalta, acrescentando que a facilidade do SAGE de suportar tal paralelismo entre sistemas permitirá não só um rápido desenvolvimento da nova plataforma da Cemig GT, mas, também, uma migração suave e sem interrupção nas funções de operação de tempo real da empresa.


No momento, algumas telas já foram desenvolvidas pela equipe da Cemig GT e estão presentes nessa plataforma, reunindo grande quantidade de dados vindos de todo o sistema da empresa, a exemplo da tela para apresentação no Painel Mímico. A previsão é de que a implantação total do SAGE seja concluída em 2021.