• VOLTAR
  • Imprimir
  • ENVIAR
  • A+ A-
HarmZs - Estudos de Comportamento Harmônico e Análise Modal de Redes Elétricas

Apresentação

O programa HarmZs é uma ferramenta desenvolvida para realizar estudos de comportamento harmônico de sistemas de potência de grande porte, permitindo dois tipos de análises: a modal e a convencional. A análise modal propicia a obtenção de um conjunto de informações estruturais sobre o sistema, como modos de oscilação natural (ressonâncias do sistema) bem como os equipamentos que mais participam desses modos, que é difícil de ser obtido por outros métodos convencionais como a simulação no tempo ou resposta em frequência. Estas informações podem ser efetivamente utilizadas para melhorar o desempenho harmônico de redes elétricas. A análise convencional permite o cálculo de distorções harmônicas de tensão, correntes harmônicas que fluem através dos diversos equipamentos do sistema, respostas em frequência de diversas funções de transferência (impedâncias, admitâncias e ganhos) e lugares geométricos representativos de impedâncias e admitâncias.

 

O HarmZs pode ler os arquivos de dados provenientes dos programas ANAREDE (Análise de Fluxo de Potência) e ANATEM (Analise de Transitórios Eletromecânicos) objetivando extrair dados de componentes de redes como elementos “shunts”, linhas de transmissão, transformadores, cargas e geradores (resistência de armadura e reatância subtransitória).

 

Atualmente, o HarmZs é amplamente utilizado para avaliar o impacto harmônico da conexão de novas cargas não lineares à Rede Básica do Sistema Interligado Nacional, envolvendo diversas topologias de rede, níveis e modelos de carga e contingências. Estudos deste tipo podem ser realizados de forma automática e rápida utilizando a ferramenta “batch” e as interfaces gráficas amigáveis disponíveis no programa.

 

Destaca-se na utilização desta ferramenta batch o método de alto desempenho computacional (método TURBO), que permite o cálculo de todas as impedâncias próprias do SIN contingenciado em função da impedância própria do SIN íntegro. Isto evita a remontagem e refatoração LU da matriz de admitâncias nodais Y para cada contingência do SIN, tornando este método dezenas de vezes mais rápido computacionalmente do que o método tradicional, também implementado no programa HarmZs.

 

harmz1

 

harmz2

 

 

harmz4

harmz3

Contato

Entre em contato com a área responsável através do e-mail:


 harmzs@cepel.br