• VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENVIAR
  • A+ A-
VENTOS - Previsão e Geração de Cenários de Ventos

Apresentação

A integração segura e econômica dos aproveitamentos eólicos ao sistema elétrico requer
previsões confiáveis da disponibilidade dos recursos eólicos desde alguns minutos à frente até previsões horárias com horizontes que variam de uma hora até uma semana à frente. Na formulação de tais previsões, pode-se contar com uma ampla variedade de métodos, entre os quaisse destacam os de inteligência computacional, em especial, os de redes neurais artificiais e o de lógica fuzzy.

 

ventospeq1


Para atender a este objetivo, o Cepel, no âmbito do Departamento de Otimização Energética e Meio Ambiente (DEA), vem desenvolvendo metodologias baseadas em inteligência computacional e sofware para a previsão de curto prazo dos recursos disponibilizados em um parque eólico, mais precisamente previsões da velocidade do vento e da potência gerada.

 

ventospeq2

 

 

Em geral, os registros anemométricos e de potência apresentam lacunas e dados aberrantes (outliers) decorrentes de falhas nos sistemas de medição. As lacunas de dados e outliers comprometem o ajuste e o desempenho dos modelos de previsão.

 

Atento ao problema, o Cepel vem desenvolvendo metodologias, baseadas em métodos estatísticos, para o tratamento de dados. Tal metodologia é empregada no módulo de tratamento automático de dados que precede a execução do previsor de recursos eólicos.

 

Os modelos e programas computacionais desenvolvidos visam atender às seguintes finalidades:


• tratamento automático dos registros anemométricos e de potência, como a remoção de dados aberrantes e o preenchimento de lacunas de dados;
• projeção da média horária da velocidade do vento até 24 horas;
• projeção da média horária da potência elétrica gerada até 24 horas à frente.

 

ventospeq3 

Outro objetivo deste projeto é gerar cenários de ventos mensais, a partir de modelos estocásticos, a serem utilizados nos modelos de planejamento da operação de sistemas hidrotérmicos interligados de longo, médio e curto prazo, NEWAVE (Modelo de Planejamento da Operação de Sistemas Hidrotérmicos Interligados de Longo e Médio Prazo), DECOMP (Modelo de Planejamento da Operação de Sistemas Hidrotérmicos Interligados de Curto Prazo) e SUISHI (Modelo de Simulação a Usinas Individualizadas de Subsistemas Hidrotérmicos Interligados).

Contato

Entre em contato com a área responsável através do e-mail:


 ventos@cepel.br